quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Homenagem

O PROFESSOR, OS NOVOS CIDADÃOS
E O DESENVOLVIMENTO DO BRASIL

Um quinto da população brasileira frequenta a escola. Somos a sexta economia do mundo e estamos em 88º lugar no ranking internacional de desenvolvimento da educação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Os dados não deixam dúvidas: o professor da educação básica, que atua em escolas do interior do país, é o profissional responsável por 40 milhões de alunos e desempenha um papel estratégico para o desenvolvimento nacional.

Dois atores são fundamentais para a existência de escolas: o primeiro é o aluno e, o segundo, é o professor. O aluno é um cidadão em formação. O professor é o sujeito que ajuda esse novo cidadão na sua caminhada e na sua relação com o mundo.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú (SINPUC) tem batalhado, incansavelmente, para que os professores de sua base tenham os seus direitos garantidos. O SINPUC tem sido uma instância de luta para que os educadores dos municípios de Baraúna, Damião, Frei Martinho, Nova Palmeira, Olivedos, Pedra Lavrada e Picuí sejam contemplados com melhorias salariais, planos de carreira e formação permanente.

O SINPUC acredita e reconhece a posição estratégica que os profissionais docentes exercem nesses municípios. As práticas dos professores comprometidos são o fundamento para que outros profissionais surjam no cenário nacional.

O Plano Nacional da Educação (PNE), apresentado recentemente pelo governo federal, a instituição do piso nacional, a construção de novas escolas e o investimento em tecnologias modernas que auxiliarão as práticas pedagógicas, são bons indicadores para fazer do Brasil uma nação preparada para enfrentar os seus próprios desafios.

Neste contexto volta à cena a figura do professor contemporâneo, um sujeito que “ensina aprendendo”, em parceria com um “sujeito que aprende ensinando”, nas palavras de Paulo Freire.

Aliado a tudo o que tem sido feito atualmente para mudar a educação brasileira queremos, sempre, que o professor seja o foco de uma política que forme cidadãos capazes e motivados para tornar o Brasil cada vez maior.

Parabéns professor, pelo seu dia, sua importância e, principalmente, pela formação dos novos cidadãos brasileiros dentro das regiões do Seridó e Curimataú paraibanos!

Receba esta homenagem da Diretoria do SINPUC.

Nova Palmeira-PB, 15 de outubro de 2014

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Articulação

REDE DE COMUNICAÇÃO DA CUT-PB 
REALIZA ENCONTRO EM JOÃO PESSOA

O Coletivo de Imprensa da Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT-PB) se reuniu ontem (23) em João Pessoa para debater as atividades de comunicação sindical no estado.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú (SINPUC), compareceu à reunião e foi representado pelo assessor de comunicação, Manassés de Oliveira. Sindep, Sinter, Sintep, Sinttel, Sintricom, Sindjornalistas-PB, Sintserf, Sindtextil, Seeb de Campina e João Pessoa e Sinspmi-Fespem, além do Movsocial também mandaram representações para o encontro.

Pauta e encaminhamentos

A proposta da CUT é melhorar e ampliar a comunicação na rede intersindical. Para isso vai oferecer, já a partir de novembro, três oficinas de capacitação e atualização de quadros na área comunicativa.

As formações serão compartilhadas pelos diversos sindicatos cutistas. A primeira oficina será ministrada pela assessoria de comunicação do SINPUC e terá a produção jornalística como tema. O sindicato dos bancários de João Pessoa vai sediar o evento.

Após a primeira formação, os participantes vão definir a data da segunda. Estão previstas mais duas capacitações. Uma sobre fotojornalismo e outra sobre comunicação digital com utilização de mídias móveis.

A oficina de fotojornalismo será ofertada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba (SINDJORNALISTAS-PB) e ministrada pelo presidente da entidade, Rafael Freire. A de comunicação digital com utilização de mídias móveis será ministrada por Emmanuela Leite Nunes, assessora de comunicação da CUT-PB.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Carreira

DISCUSSÃO DO PCCRS CONTINUA NA BASE DO SINPUC

Dirigentes sindicais, gestores e servidores públicos de Frei Martinho, Nova Palmeira e Pedra Lavrada discutiram, nesta quarta-feira (18), o processo de implantação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração do Pessoal da Saúde (PCCRS).

Em Frei Martinho e Pedra Lavrada o processo foi iniciado. Em Nova Palmeira, a comissão tripartite que trabalha no diagnóstico preliminar para elaboração do projeto definitivo, analisou os demonstrativos de receitas e despesas dos serviços de saúde do município.

Toda a discussão dos planos conta com o apoio do Sindicato dos Odontologistas do Estado da Paraíba (SINDODONTO) e do Sindicato dos Trabalhadores Públicos em Saúde do Estado da Paraíba (SINDSAUDE). A professora Joaquina Amorim assessora o SINPUC na discussão e implantação dos PCCRS nos municípios da base.

Frei Martinho

Os trabalhos do SINPUC começaram em Frei Martinho. A consultora do Sindodonto e Sindsaude, Joaquina Amorim, apresentou as vantagens administrativas da implantação do PCCRS no município e explicou como funciona o seu processo de implantação.

No município já havia uma comissão previamente escolhida para realizar o trabalho de implantação do PCCRS. Em janeiro Katiane Nogueira, Pedro Fernandes e Luciano Santos foram indicados pelos seus pares para integrarem a comissão tripartite. Nesta quarta, Luciano Santos foi substituído por Silvania Macedo.

Nova Palmeira

No município parte dos integrantes da comissão tripartite se encontrou com Joaquina Amorim e os dirigentes do SINPUC na sede do sindicato.

Os membros da comissão discutiram os demonstrativos de receitas e despesas enviados pela prefeitura para auxiliar no diagnóstico dos gastos com o pessoal da saúde.

Edilândia Ferreira e Valéria Medeiros disseram que os demonstrativos disponibilizados pela secretaria de Administração, são insuficientes porque não contém todos os dados necessários para a avaliação dos recursos e proposição dos níveis salariais do PCCRS.

Diante do impasse, o presidente, Sebastião Santos, vai requisitar mais documentos à Administração e solicitar um estudo ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) para auxiliar os membros da comissão tripartite na produção do relatório final do diagnóstico de gastos.

De acordo com o relatório da prefeitura há 43 profissionais no quadro de servidores da saúde. O investimento total com os profissionais e trabalhadores efetivos é de R$ 74.708,50. O valor corresponde a 71% das despesas com pessoal. 3% do total é destinado à folha dos comissionados, 6% são referentes aos contratados e, 20% dos valores, é destinado às contribuições do empregador. Os percentuais juntos totalizam R$ 104.527,96.

Pedra Lavrada

No Centro Profissionalizante do Ensino Fundamental, os servidores da saúde de Pedra Lavrada se encontraram com os dirigentes sindicais. A reunião teve início às 16h com a palestra da consultora Joaquina Amorim.

Desde 2012, Amorim tem destacado que os PCCRS são uma equação política-administrativa que beneficia três segmentos: gestão, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde.

Os gestores garantem maior controle administrativo do sistema. Os trabalhadores têm seus direitos garantidos e atuam motivados. Já os usuários são beneficiados com a melhoria da eficiência dos serviços prestados pelo pessoal da saúde.

A consultora afirmou que para o trabalhador ter acesso a melhores salários, de acordo com o plano, precisa cumprir obrigações programáticas, ter tempo de serviço e fazer capacitações profissionais. “A ascensão horizontal se dá por cumprimento de obrigações e tempo de serviço. Para mudar de nível na verticalidade é preciso se capacitar em cursos de atualização, especialização, mestrado e doutorado”, explicou.

No final da participação de Joaquina Amorim, os servidores elegeram os membros titulares e suplentes da comissão tripartite que discutirá a implantação do PCCRS no município. Os titulares são Manoel Porto, Maria de Fátima Dantas Oliveira e Maria da Luz Souto Santos. Zuleide Ferreira Dantas, Raniero Lima Dantas e Joana D'Arc de Souza Nóbrega são os suplentes.

Os poderes Executivo e Legislativo ainda indicarão seus representantes para compor a comissão.

Participação

Os PCCRS estão sendo discutidos em toda a base do SINPUC e já são articulados em quatro municípios. Picuí, Nova Palmeira, Frei Martinho e Pedra Lavrada iniciaram o processo de implantação. A meta do SINPUC é instalar comissões em Baraúna, Olivedos e Damião.

Os prefeitos e secretários dos municípios envolvidos na primeira etapa do processo ressaltam a necessidade da medida.

Os prefeitos José Félix, de Nova Palmeira, Aido Lira, de Frei Martinho e Acácio Dantas, de Picuí optaram pelo entendimento com os representantes sindicais.

As secretárias de Saúde Wilma Castro, Graça Oliveira e Lúcia Xavier, juntamente com os secretários de Administração João Medeiros e Nadja Melo participam ativamente das discussões.

“Os PCCRS são uma segurança para os trabalhadores e para a Administração”, lembrou Joaquina Amorim. “Vamos acelerar os trabalhos, corrigir problemas eventuais e concluir todo o processo até o final do ano. O objetivo do SINPUC é entrar em 2014 com os planos em vigor”, concluiu Sebastião Santos.